DIRETORIA AJEB-CE - 2016-2018

DIRETORIA AJEB-CE - 2016-2018
DIRETORIA ELEITA POR UNANIMIDADE

ATUAL DIRETORIA DA AJEB-CE

DIRETORIA ELEITA POR UNANIMIDADE

CHAPA PAPA FRANCISCO

PRESIDENTE DE HONRA: Giselda de Medeiros Albuquerque

PRESIDENTE: Gizela Nunes da Costa

1ª VICE-PRESIDENTE: Maria Argentina Austregésilo de Andrade

2ª VICE-PRESIDENTE: Elinalva Alves de Oliveira

1ª SECRETÁRIA: Rejane Costa Barros

2ª SECRETÁRIA: Rosa Virgínia Carneiro de Castro

1ª TESOUREIRA: Rita Maria Lopes Guedes Santos

2ª TESOUREIRA: Maria do Socorro Cavalcanti

DIRETORA DE EVENTOS: Maria Nirvanda Medeiros

DIRETORA DE PUBLICAÇÃO: Giselda de Medeiros Albuquerque

CERIMONIALISTA: Francinete de Azevedo Ferreira

CONSELHO

Maria Helena do Amaral Macedo

Zenaide Braga Marçal

Maria Luisa Bomfim

Celina Côrte Pinheiro

Evan Gomes Bessa

quarta-feira, 15 de março de 2017

MOACIR GADELHA PARTIU "NA GARUPA LEVE DO VENTO MACIO"


O Ceará perdeu, ontem à tarde, um dos seus melhores poetas, o notável bardo - JOSÉ MOACIR GADELHA DE LIMA ( Moacir Gadelha). Hoje, 14 de Março, Dia da Poesia, em luto, há um misto de alegria e elegia em face da perda deste notável poeta. Moacir Gadelha era um homem espiritualizado, cheio de luz e arauto do amor. Que a sua alma possa repousar, eternamente, nos braços piedosos do Altíssimo. O falecido era poeta e escritor cearense, membro de várias academias da Capital, inclusive Sócio Colaborador da AJEB-CE e autor de muitas obras literárias (poesias, romances etc).

AO POETA MOACIR GADELHA
(In memoriam)

No Dia da Poesia,
Vela-se Moacir Gadelha,
O Poeta de áurea magia,
Que se foi como centelha
Para o páramo celeste.
De luto está a Poesia,
Que, ao sopro do vento Leste,
Canta uma triste elegia...
Foi-se Moacir Gadelha,
Bom poeta, boa ovelha
Para o redil do Senhor.
Será estrela no Céu,
Que semeou o Amor!

J. Udine – 14-03-2017 – Dia da Poesia.

4 comentários:

  1. Deus o acolha em sua glória, poeta. Vá em Paz.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela homenagem em nome de meu avô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu avô, Denise, merece todas as homenagens. Conheci-o há alguns anos.Era bom poeta e um amigo devotado. Sempre fui ao lançamento de seus livros e ele participou de vários números de nossa coletânea "Policromias". Com certeza, Deus o acolheu com um cortejo de anjos. Abraço. Giselda Medeiros

      Excluir