DIRETORIA AJEB-CE - 2016-2018

DIRETORIA AJEB-CE - 2016-2018
DIRETORIA ELEITA POR UNANIMIDADE

ATUAL DIRETORIA DA AJEB-CE

DIRETORIA ELEITA POR UNANIMIDADE

CHAPA PAPA FRANCISCO

PRESIDENTE DE HONRA: Giselda de Medeiros Albuquerque

PRESIDENTE: Gizela Nunes da Costa

1ª VICE-PRESIDENTE: Maria Argentina Austregésilo de Andrade

2ª VICE-PRESIDENTE: Elinalva Alves de Oliveira

1ª SECRETÁRIA: Rejane Costa Barros

2ª SECRETÁRIA: Rosa Virgínia Carneiro de Castro

1ª TESOUREIRA: Rita Maria Lopes Guedes Santos

2ª TESOUREIRA: Maria do Socorro Cavalcanti

DIRETORA DE EVENTOS: Maria Nirvanda Medeiros

DIRETORA DE PUBLICAÇÃO: Giselda de Medeiros Albuquerque

CERIMONIALISTA: Francinete de Azevedo Ferreira

CONSELHO

Maria Helena do Amaral Macedo

Zenaide Braga Marçal

Maria Luisa Bomfim

Celina Côrte Pinheiro

Evan Gomes Bessa

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Discurso de Posse – Maria Luísa Bomfim



Bom dia a todos

Ilustre escritora e poetisa Zenaide Marçal, presidente da AJEB no biênio 2008-2010 a minha saudação, meu apreço e reconhecimento por seu excelente trabalho à frente de nossa Entidade; em seu nome cumprimento os demais membros da Mesa.
Caríssima escritora Ione Arruda, em seu nome cumprimento as demais colegas ajebianas.
Caríssimo poeta e escritor Pereira de Albuquerque, em seu nome cumprimento os nossos sócios colaboradores.
Ilustre escritora e poetisa, acadêmica Regine Limaverde, minha querida prima-irmã, em seu nome cumprimento os demais convidados e convidadas.
Caríssima jornalista e escritora, acadêmica Lúcia Lustosa Martins, presidente do Clube de Leitura “As Traças”, em seu nome cumprimento as demais sócias que aqui se encontram.
Caríssima Profa. Rose Espíndola Benevides, fundadora dos Grupos Músicais, Terça Nobre e Encontro das Quartas, em seu nome cumprimento aos demais sócios que aqui se encontram.
Caríssimo Dr. Romeu Cysne Prado, presidente do Rotary Clube Centenário, em seu nome cumprimento os demais colegas Rotaryanos.
Minha querida filha Profa. Ana Paula Bomfim Soares em seu nome cumprimento os demais familiares.

Senhoras e Senhores:

Está escrito no Eclesiastes:
“Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo para nascer e tempo para morrer; tempo para chorar e tempo para rir; tempo para abraçar e tempo para afastar-se, tempo para amar e tempo para aborrecer-se; tempo de guerra e tempo de paz.”

Por considerar-me uma novata entre as ilustres colegas Ajebianas, fiquei surpresa e profundamente grata ao receber o convite das escritoras Zenaide Marçal, presidente do biênio 2008-2010 e Giselda Medeiros, nossa presidente de honra, para compor a chapa Prof. Costa Matos, no cargo de Presidente do biênio 2010-2012 da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil – AJEB - coordenadoria-Ce. Conheço minhas limitações, mas a vontade de servir e ajudar foi maior que o medo de errar. Palmilhando a estrada de nossas vidas, nos deparamos muitas vezes com situações contraditórias, nas quais o coração diz “sim” e o cérebro diz “não”. Isto não significa loucura, pelo contrário, é a sabedoria da consciência de nossas obrigações e a pujança de nossos sonhos que nos impulsiona a correr riscos, em busca de vitórias. Assim vejo, agora, chegou o Meu Tempo. É a minha hora de empunhar a bandeira da AJEB em uma das fileiras de vanguarda, o que muito me honra e envaidece. E já que o destino aqui me colocou, procurarei fazer jus à confiança em mim depositada. Os obstáculos existem, as procelas também, o importante é mirar-se no exemplo de um hábil navegador e encontrar o caminho para alcançar o porto seguro.
O poeta é feito de sonhos e emoções. Ele encanta-se perdidamente e transporta-se em sentimentos. Sentimentos de alegria, dor, saudade, nostalgia, enfim, o poeta é um mago da linguagem e um apaixonado por tudo que é belo. É assim, com a alma de poeta, que recebo neste momento a missão que me foi designada. Bem sei que a responsabilidade de substituir a escritora Zenaide Marçal é muito grande, uma vez que durante todo o seu período na presidência, as manhãs das terceiras terças-feiras do mês, aqui na Academia Cearense de Letras, palco das reuniões da AJEB, foram plenas de cultura, alegria e bem querer. A competência de nossa querida Zenaide, sempre acompanhada de muito carinho e dedicação, foi uma constante entre nós. Os momentos prazerosos nos envolviam tal qual os raios do sol envolvem as flores nas manhãs de primavera. Tudo era trabalho, harmonia e muito calor humano. Nossas produções literárias pareciam estar sempre debaixo da “poeira das estrelas” e nossa imaginação voava célere em busca da perfeição. Mas, ao sofrer o acidente que nos impossibilitou de sua presença, a grande preocupação de Zenaide eram suas pupilas ajebianas. Foi nesse período, que sendo a segunda vice presidente, ocupei o cargo da presidência, uma vez que a escritora Neide Azevedo, primeira vice, estava impossibilitada de faze-lo. Ficar à frente da AJEB, naqueles três meses, foi um desafio prazeroso, no qual recebi total apoio, carinho e solidariedade da diretoria, nas pessoas das escritoras: Giselda Medeiros, presidente de honra, Rejane Costa Barros e Francinete Azevedo, primeira e segunda secretárias, Evan Bessa e Ilnah Soares, primeira e segunda tesoureiras. Com muito amor, dedicação e elegância essas amigas queridas auxiliaram-me em todos os momentos necessários. Quero em público dizer-lhes do meu sincero agradecimento nos meus tropeços de iniciante.
Porém todos nós, amantes da cultura e do saber, somos responsáveis pelo crescimento desta nossa valorosa Associação, que tem por lema “A perenidade do pensamento pela palavra”. A nossa AJEB que está completando 40 anos de existência traz para o mundo literário uma história rica de conquistas e realizações.
Meus amigos e amigas,
Giselda Medeiros, nossa Presidente de Honra, que por 10 anos comandou com maestria esta Entidade, aqui no Ceará, tendo sido também presidente nacional por 4 anos, nos relata com muito orgulho: “O mérito dessa fundação deve-se à escritora paranaense Hellê Vellozo, que em 8 de abril de 1970, desvinculava-a de sua filiação junto à AMMPE (Asociación de Mujeres Periodistas y Escritoras), no México, passando a ter autonomia, no Brasil, como AJEB (Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil), espalhando-se através de coordenadorias por muitos estados brasileiros”.
Pertencer à AJEB é nossa escolha, sem dúvida uma escolha inteligente, uma vez que nossa associação fomenta cultura, e cultura é coisa séria. Afinal é através dos padrões de comportamento e dos valores exercidos na sociedade que podemos sonhar com um mundo melhor e mais fraterno. Na AJEB, encontramos reuniões literárias enriquecedoras, publicações educativas, concursos literários e recentemente um “blog” formatado com muito esmero e tecnologia informática por nossa incansável Giselda Medeiros.
Sempre fui otimista, e agora no outono de minha existência, sou mais ainda. É assim que nesta manhã do dia 20 de Abril de 2010, com o coração feliz e a firme convicção de acertar, farei o melhor que puder, procurando dentro de minhas possibilidades continuar o trabalho edificante de minhas antecessoras, valorizando os ideais de cada ajebiana.
Meus amigos, neste dia tão especial para mim, quero fazer alguns agradecimentos:
Às diretorias anteriores pelo exemplo de competência administrativa: às companheiras que prontamente aceitaram meu convite para compor a chapa Prof. Costa Matos; ao escritor e poeta Vicente Alencar por ter me apresentado à AJEB; a todas as sócias e sócios colaboradores por estarem presentes; aos amigos e amigas que estão aqui comigo; à querida amiga, jornalista e escritora Arleni Portelada que gentilmente atendeu meu pedido para dirigir a cerimônia; à minha família e principalmente a Deus, que, com certeza, sempre caminha ao meu lado.
Com grande admiração e carinho, externo a mais pura gratidão a todos vocês.
Muito Obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário